Como otimizar o monitoramento de condomínios além das câmeras de segurança?

Como otimizar o monitoramento de condomínios além das câmeras de segurança?

As câmeras de segurança são um recurso muito importante para o monitoramento de condomínios. Elas apoiam o trabalho da portaria no controle de entrada e saída de pessoas e no acompanhamento da movimentação no interior do prédio, ajudando a inibir ações criminosas.

No entanto, contar apenas com um circuito fechado de TV não é o suficiente para garantir a segurança do condomínio. Hoje, uma boa proteção exige muito mais do que a instalação desses equipamentos. Afinal, os crimes estão cada dia mais planejados.

Para evitar que o condomínio seja um alvo, é preciso contar com outras inovações tecnológicas. Além de serem um reforço para a segurança, elas também contribuem para a eficiência na gestão condominial, com mais conforto e bem-estar para os moradores.

Neste artigo, trouxemos algumas sugestões de como você pode otimizar o monitoramento de condomínios, indo além da instalação de câmeras de segurança.

Confira as novidades que o mercado de segurança condominial oferece e descubra como elas podem ser úteis no seu dia a dia. Continue a leitura para saber mais!

Por que ter câmeras de segurança não é o suficiente?

Sem dúvidas, a instalação de câmeras de segurança é fundamental em qualquer condomínio. É a partir do monitoramento das imagens que é possível fazer um melhor controle de acesso, acompanhando quem entra e quem sai.

Elas são muito importantes, também, na entrada, nos corredores e nas áreas comuns, como salão de festas, piscina e brinquedoteca.

É a partir delas que o síndico acompanha o cumprimento de regras estabelecidas no regimento interno, como os horários de uso, preservação do patrimônio e servem até mesmo para a resolução de conflitos, por exemplo.

Alternativa além das câmeras

No entanto, para ampliar a segurança é preciso ir além das câmeras. Isso pode ser feito a partir de um serviço de portaria remota, em que o monitoramento é feito em uma central externa e o risco de ações criminosas é praticamente eliminado.

Nesse modelo, os profissionais de portaria acompanham as câmeras remotamente, em tempo real, e sem interrupção, todos os dias da semana.

Viu como as câmeras de segurança podem ser ainda mais úteis quando combinadas com outros recursos? Assim como a portaria remota, outras inovações estão aproveitando o avanço da tecnologia e sendo desenvolvidas para o monitoramento de condomínios.

Mas lembre-se: as câmeras de segurança são muito bem-vindas e devem ser vistas como um recurso indispensável no condomínio. No entanto, é preciso implementar outras ferramentas para estabelecer medidas de segurança mais eficientes.

Como o serviço de portaria remota auxilia o monitoramento de condomínios?

Ao ser utilizado em conjunto com as câmeras de segurança, o serviço de portaria remota pode ser muito útil no monitoramento de condomínios, especialmente no controle de acesso.

Com esse sistema, o controle é feito por uma central de monitoramento externa, utilizando não apenas as câmeras, mas outras ferramentas digitais e eclusas, que são mecanismos com dois portões para evitar a entrada de pessoas não autorizadas ao condomínio.

A portaria remota também oferece informações como relatório de imagens, acessos e gravação do atendimento com o operador em caso de dúvidas. Com isso, o síndico pode entender melhor o processo de atendimento ou um acontecimento específico.

Para facilitar o acesso dos próprios moradores, o serviço de portaria remota também pode incluir um totem para pedestres e para veículos, tag, QR Code, biometria e reconhecimento facial. Sistemas de controle de acesso ainda mais completos também oferecem identificação para veículos, tornando a segurança mais avançada.

Para receber visitantes ou prestadores de serviço, há duas alternativas:

  • Ao chegar ao condomínio, o visitante interfona para a central de monitoramento. Em seguinda, o atendente entra em contato com o morador para autorizar ou não a entrada. Lembrando que sempre tem o auxílio das câmeras de segurança;
  • O morador gera um QR Code temporário pelo aplicativo para o visitante ou para o prestador de serviço e envia por WhatsApp ou SMS. Ao chegar, basta que o visitante apresente o código ao leitor e o acesso é liberado.

Veja nessa live como evitar falhas no monitoramento do condomínio

Saiba mais sobre esses recursos que podem otimizar o monitoramento de condomínios

Dispositivos para controle de acesso

Os atuais dispositivos de controle de acesso dispensam até mesmo o uso de chaves.

Os moradores podem entrar no condomínio de maneira rápida e segura por meio de QR Code gerado em aplicativo exclusivo e personalizado, ou ainda por meio de tag ou controle de garagem com tecnologia anticlonagem.

Totem para acesso veicular e de pedestres

Os totens para acesso veicular e de pedestres também estão ganhando espaço no controle de acesso de condomínios. Afinal, esses dispositivos possuem tecnologia que possibilita a entrada no condomínio de maneira rápida e segura.

Os totens de acesso para pedestres garantem eficiência no controle do fluxo de entrada e saída do condomínio, tornando ainda melhor a experiência de moradores e visitantes com a portaria remota.

Da mesma forma, os totens de acesso veicular tornam a entrada e a saída dos carros mais prática e segura. Com esses dispositivos, o motorista pode abrir o portão com o QR Code de acesso sem sair do carro.

Essa tecnologia permite que os profissionais de portaria tenham mais segurança no controle de acesso a garagens, minimizando situações de risco para os moradores e para o patrimônio dos condôminos.

Alertas e controles inteligentes

Em um condomínio, é muito comum que, em algum momento do dia, alguém passe por uma porta ou um portão e acabe esquecendo ele aberto. Sem a portaria remota e as câmeras de segurança, esse descuido oferece riscos, já que um estranho pode entrar no condomínio sem ninguém ver.

Alguns sistemas de segurança condominial registram situações como essa, seja de portas que não foram fechadas ou que não estão abrindo quando deveriam

Por exemplo, se um morador acionar o comando de abertura de porta e ela não for aberta após 15 segundos, o sistema gera um alerta para o atendente, que pode abrir remotamente.

O mesmo vale para o fechamento de portas. Ou seja, uma porta tem até dois minutos para fechar automaticamente. Caso isso não aconteça, o sistema emite um alerta para e o atendente providencia as medidas de correção do problema.

Essa é uma das inovações tecnológicas que os condomínios mais modernos adotaram para garantir mais segurança e conforto para os moradores e melhores condições para os profissionais de portaria remota.

Agora que você já sabe que as câmeras de segurança são importantes, mas que sozinhas não podem fazer muito pelo monitoramento de condomínios, considere a contratação do serviço de portaria remota. Confira o conteúdo que preparamos para te ajudar nisso:

Compartilhe esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Open chat