A era do compartilhamento nos condomínios chegou. Entenda os sinais!

A era do compartilhamento nos condomínios chegou. Entenda os sinais!

Você está por dentro do estilo de vida que tem se mostrado uma das maiores tendências para o futuro de toda a humanidade?

Se não, deixo aqui uma frase de um famoso pensador como alerta:

 

“Aprendi que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.”

William Shakespeare

 

Até 15 anos atrás nós tínhamos apenas algumas áreas compartilhadas no condomínio, como salão de festas, academia, etc.

Mas afinal, o que mudou nos últimos anos?

Antes de mais nada, entenda: você está testemunhando uma das maiores mudanças de paradigmas dos últimos tempos.

Portanto, atente-se ao que tem acontecido à sua volta.

 

A geração atual

A nova geração de moradores dos nossos condomínios está chegando com um novo pensamento que vem de encontro à frase de Rachel Botsman:

“Minha geração está passando de uma cultura do EU, para uma cultura do NÓS.”

Assim sendo, veremos agora se isso é verdade e se faz sentindo.

Em primeiro lugar, pergunte para um amigo que tem entre 20 e 30 anos se ele está preocupado em comprar um apartamento.

Garanto que você se surpreenderá com a resposta, que imagino que será mais ou menos assim:

“Não vou me endividar durante 30 anos para comprar uma casa.”

“Quê!? Morar 30 anos no mesmo lugar? Não, obrigado.”

“Preciso estar em constante mudança, não posso ficar preso em um só lugar!”

 

Mas e você, como acha que seriam as respostas?

Agora, conheceremos algumas características da era do compartilhamento que evidenciam que essa realidade só cresce para os novos moradores de condomínios:

 

Rotatividade

Hoje, mais do que nunca, os investidores estão comprando imóveis para locar e atender os desejos da geração atual.

Como resultado, os síndicos precisam ter resiliência e se preparar para novas demandas dentro do condomínio, como o aumento da necessidade de serviços de camareiras, refeições congeladas, estética, sapatarias, lavanderias, reparos e manutenções, etc.

 

Homeschooling

educação domiciliar já é regulamentada em SC e, com toda a certeza, em alguns anos contaremos com um ambiente dentro dos condomínios onde nossos filhos terão um espaço dedicado para os estudos.

Ou seja, eles não precisarão ir até a escola: a escola virá até o nosso lar.

Essa ação otimizará o tempo dos nossos familiares. O convívio dos moradores mudará muito (para melhor), pois estarão interagindo mais, se conhecendo e criando conexões uns com os outros.

 

Impressora 3D

Você sabia que uma empresa chamada Iviva Medical está nas fases finais dos testes de impressão de rins em 3D e deve entrar no mercado já em 2023?

“Mas Odirley, o que isso tem a ver com condomínios e compartilhamento?” 

Vou explicar: hoje as construtoras já entregam o seu salão de festas completo e sua academia com vários aparelhos, certo?

O próximo passo será entregar uma impressora 3D para que os moradores possam imprimir peças que serão úteis ao seu dia a dia.

Isso mesmo! Imagine que você está no seu apartamento e sua torneira acaba de estourar.

Atualmente, você tem só uma opção: ir atrás do modelo correto em alguma loja especializada, já que esse tipo de reparo requer uma ação imediata.

Porém, quando houver uma impressora 3D no seu condomínio, você poderá fazer o download do modelo de que precisa pela internet – pagando um valor muito baixo – e em poucos minutos a sua nova torneira estará impressa e pronta para substituir a danificada.

A maneira como compramos mudará muito nos próximos anos.

 

Carro compartilhado

O seu condomínio pode ter um carro estacionado na garagem para qualquer morador usar livremente a qualquer hora do dia, sabia?

Surpreendentemente, é uma opção muitas vezes mais barata do que os valores cobrados por aplicativos e, além disso, você não precisa ficar na rua aguardando e nem ficar exposto aos riscos e aborrecimentos dessa prática.

 

Extravio de encomendas

Os armários inteligentes compartilhados chegaram para facilitar – e muito! – sua vida.

Nesse sentido, você recebe suas encomendas sem sequer estar em casa.

Só para exemplificar: no momento em que o entregador ou carteiro depositar seu pedido no armário, você receberá uma notificação com um Qrcode para que você possa retirá-la dentro da sua disponibilidade.

Ou seja, é o fim das frustrações causadas por desencontros nas entregas.

 

Coworking

Sabe aquela sala que era utilizada como depósito? Ela pode virar um coworking interno que os condôminos usufruirão para as atividades relacionadas aos seus trabalhos e estudos.

Eles contarão com mesas e cadeiras confortáveis, internet mega power, uma pequena copa, alguns puffs para descanso… Enfim, deve ser um ambiente realmente confortável para que sintam-se à vontade e possam fazer daquele local seu ambiente de trabalho.

Com isso, você melhora, inclusive, o entrosamento entre os moradores.

 

O futuro está aqui

Em síntese, podemos notar como as práticas de compartilhamento nos condomínios estão cada vez mais presentes nas formas de viver, se relacionar e habitar da geração atual.

Para finalizar, não posso deixar de enfatizar e alertá-lo:

“Os sinais estão sendo dados.”

Informe-se e esteja atento.

Compartilhe esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.