Relatório mensal de condomínio: 5 dicas para fechar bem o mês

É papel do síndico cuidar da gestão condominial de forma organizada e atenciosa. Entre as obrigações relacionadas a essa responsabilidade, está o relatório mensal de condomínio, documento que deve apresentar a situação financeira do empreendimento

Nesse relatório, devem constar todas as contas, relatando as entradas e as saídas de dinheiro ocorridas ao longo do mês. Portanto, é um documento de função importantíssima na administração condominial, para garantir a transparência das finanças com todos os moradores.
Neste artigo, saiba como fazer um relatório mensal de condomínio, seguindo 5 dicas de boas práticas de administração financeira condominial para manter as contas em dia e fugir das dívidas. Continue a leitura para saber tudo sobre esse assunto!

Qual é a importância do relatório mensal de condomínio?

O relatório mensal de condomínio é o documento enviado todos os meses aos condôminos, com as informações sobre as entradas e as saídas do mês anterior. Nesse relatório, o síndico deve apresentar dados como:

  • Taxas em atraso;
  • Multas recebidas;
  • Fundo de reserva;
  • Saldos bancários, de poupanças e aplicações;
  • Gastos gerais.

Esse é um documento que exige organização na gestão financeira do condomínio. Sendo assim, o síndico precisa realizar um rígido controle financeiro

Do contrário, o empreendimento corre o risco de ter problemas com gastos desnecessários e até mesmo com fraudes, além de o síndico poder sofrer críticas por falta de transparência.

Afinal, é por meio do relatório mensal de condomínio que os moradores ficam por dentro dos gastos e podem questionar sobre despesas exageradas ou outros pontos que não estejam de acordo.

Além disso, as informações apresentadas no relatório mensal de condomínio permitem:

  • Equilibrar as finanças do condomínio;
  • Fornecer dados para a tomada de decisões futuras;
  • Facilitar o controle do fluxo de caixa;
  • Acompanhar o nível de inadimplência;
  • Analisar sobre como o condomínio pode aproveitar melhor a receita obtida;
  • Apoiar o síndico quando moradores questionarem as contas apresentadas.
Open chat